quarta-feira, 1 de maio de 2013

Convite para Palestra - Quem Ama Acolhe e Cuida com Amor

______________________________________________________________________


Palestra

 QUEM AMA ACOLHE E
CUIDA COM AMOR

Prezada(o) Irmã(o)

Temos a honra de convidá-lo a participar da palestra “Quem Ama Acolhe e Cuida com Amor”, que será ministrada pelo médico Dr. Cesar Biselli Ferreira.

Agrademos ao Dr. Cesar Biselli pelo pronto atendimento ao nosso convite para colaborar com o projeto na dimensão comunitária da Pastoral da Saúde da Paróquia Nossa Senhora da Candelária.

Contando com a sua presença nesta importante Palestra, subscrevemo-nos com elevada estima e a mais alta consideração.

Paz e Bem

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CANDELÁRIA
Padre Antônio dos Santos da Silva

______________________________________________________________________



Palestrante: 
Dr. Cesar Biselli Ferreira

Possui graduação em Medicina pela Universidade de São Paulo - USP (2005), Pós Graduação em Clinica Medica (2009) e Terapia Intensiva (2011) pela FMUSP e Especialização em Cuidados Paliativos (2012) pelo Hospital Sírio Libanês (HSL). Atuando principalmente como médico intensivista da UTI Trauma HC FMUSP e plantonista da UTI do HSL. Também atua como Médico da Equipe de Cuidados Paliativos do HSL. Foi um dos principais Palestrantes do XXXII Congresso Brasileiro para Humanização e Pastoral da Saúde promovido pela Província Camiliana Brasileira e apoio da CNBB.


Momento de Reflexão:
Padre Antônio dos Santos da Silva

O bom Samaritano - “Aproximando-se, atou-lhe as feridas, deitando nelas azeite e vinho; colocou-o sobre a sua própria montaria e levou-o a uma hospedaria e tratou dele.” (Lc 10, 34).

JESUS DISSE: "Dou-vos um novo mandamento: Amai-vos uns aos outros. Como eu vos tenho amado, assim também vós deveis amar-vos uns aos outros." (Jo 13,34).

______________________________________________________________________



Data: 25/05/2013

Hora: 14:00 às 17:00 horas

Local: Paróquia Nossa Senhora da Candelária
                  Praça da Candelária nº 1—Vila Maria—São Paulo—SP


Para maiores informações envie um e-mail para: 


pastoraldasaudecandelaria@gmail.com


quarta-feira, 10 de abril de 2013

Palestra sobre Cuidado Paliativo

  -  

Dr. Cesar Biselli


Palestra ministrada no XXXII Congresso Brasileiro de Humanização e Pastoral da Saúde.

Parte 1/3

PALESTRA

.,

CURA DAS FERIDAS DA ALMA

.

Convite

Temos a honra de convidá-lo a participar da palestra “Cura das feridas da Alma”, que será ministrada pelos psicólogos Dra Eneida André Carmona e o Dr. Luiz Carlos Carmona Reche, fundadores da Comunidade Unidos em Cristo.
Agradecemos antecipadamente a Dra Eneida e ao Dr. Luiz Carlos pela colaboração preciosa para com a nossa comunidade.
Procure fazer a sua inscrição com antecedência, pois as vagas são limitadas.
Contando com a sua presença, agradecemos desde já.


Paz e Bem
Palestrantes:


Dra Eneida André Carmona
Dr. Luiz Carlos Carmona Reche


Casados, fundadores da Comunidade Unidos em Cristo, psicólogos com atuação em clínica e peritos do Tribunal Eclesiástico de São Paulo, Orientadores de consagrados e leigos para a Igreja Católica Apostólica Romana. Alguns trabalhos: Terapia Comunitária, Grupo Cura, Restaura-me, Projeto Raquel, Trabalho com Gestante em Crise e muitos outros.

Momento de Reflexão: Padre Antônio dos Santos da Silva.


Data: 20/04/2013


Hora: 14:00 às 17:30 horas


Local: Paróquia N. Sra. da Candelária
Praça da Candelária nº 1
Vila Maria
São Paulo—SP

sábado, 2 de março de 2013

Palestra - Como cuidar sem adoecer


Convite 


Temos a honra de convidá-lo a participar da palestra “Como cuidar sem adoecer”, que será proferida pela Dra Regina Stella Zulzke Barbosa especialmente para os cuidadores de pessoas enfermas e para os interessados neste importante tema.

Palestrante: Dra Regina Stella Zulzke Barbosa, psicoterapeuta e coach especializada em técnicas aceleradas de mudança comportamental. Trabalha a mais de 15 anos em consultórios, palestras e também com altos executivos na expansão de competências, desbloqueio de emoções e crescimento como indivíduo.

Contaremos também com o apoio e a participação do Padre Antônio.

JESUS DISSE:Vinde benditos de meu Pai, tomai posse do Reino que vos está preparado desde a criação do mundo, porque estive enfermo e me visitastes. (Cf. Mt.25,34-36).


A V I S O
Com a finalidade de acolher melhor  os convidados, solicitamos o preenchimento de uma ficha de inscrição na secretaria da Paróquia até o dia 14/03/2013 ou enviar um e-mail para pastoraldasaudecandelaria@gmail.com

Agradecemos antecipadamente a Dra Regina Stella Zulzke Barbosa pela sua colaboração.

Data: 16/03/2013

Hora: 14:00 às 17:30 horas 


Local: Paróquia N. Sra. da Candelária

Praça da Candelária nº 1 - Vila Maria

São Paulo - SP





quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

domingo, 10 de fevereiro de 2013

Dia do Enfermo

11 de Fevereiro - Dia Mundial do Doente

MAIS EMPATIA E MENOS TEOLOGIA JUNTO AOS ENFERMOS
A palavra empatia, segundo a definição do dicionário é uma palavra que vem do grego empátheia, ou tendência para sentir o que você sentiria se estivesse na situação da outra pessoa e sob as circunstâncias experimentadas por ela.
Quando visitamos doentes, no primei­ro encontro, sempre tomamos muito cuidado com o que vamos falar e com nosso modo de agir. Para que o um diálogo seja de ajuda, é preciso que antes de tudo transmita compreensão. Ou seja, mais do que explicações teóri­cas, o agente deve tentar comunicar ao doente o que é capaz de compreender do seu mundo interior. Compreender o outro não apenas racionalmente, mas com o coração.
Jesus dá mostras de saber colocar-se no lugar do outro para compreender o que está sentindo. Ao mesmo tempo, sabe exprimir o que percebe como experiên­cia ou sentimento do seu interlocutor.
No relacionamento com o doente e no diálogo empático podemos estabele­cer, ao menos no início da visita, como prioridade as seguintes regras: falar so­bre o que o doente quiser; deixá-lo ex­por suas convicções mesmo que sejam bem diferentes das nossas; acolher sua história, que embora triste e marcada por desencontros, dores e sofrimentos, é sempre algo sagrado.
Portanto, ao nos defrontarmos com as pessoas que sofrem, seja qual for o tipo de sofrimento, será sempre importante colocar a serviço do outro nossas técni­cas de abordagem, nossa espiritualida­de e nossos conhecimentos teológicos. Porém, antes de tudo, ser humanos, respeitar e acolher aquele que sofre. Os que sofrem não precisam só de nossas crenças, doutrinas e filosofias. Com certeza, nos momentos difíceis, preci­sam mais da nossa empatia do que da nossa teologia.

Fonte : Folheto Litúrgico Povo de Deus em São Paulo
Pe. Anísio Baldessin é coordenador da Pastoral da Saúde da Arquidiocese de São Paulo

Nossa Senhora de Lourdes, Padroeira dos Enfermos

No dia 11 de Fevereiro comemoramos o dia de Nossa Senhora de Lourdes, Padroeira dos Enfermos.

http://santo.cancaonova.com/santo/nossa-senhora-de-lourdes/

Foi no ano de 1858 que a Virgem Santíssima apareceu, nas cercanias de Lourdes, França, na gruta Massabielle, a uma jovem chamada Santa Marie-Bernard Soubirous ou Santa Bernadete. Essa santa deixou por escrito um testemunho que entrou para o ofício das leituras do dia de hoje.

“Certo dia, fui com duas meninas às margens do Rio Gave buscar lenha. Ouvi um barulho, voltei-me para o prado, mas não vi movimento nas árvores. Levantei a cabeça e olhei para a gruta. Vi, então, uma senhora vestida de branco; tinha um vestido alvo com uma faixa azul celeste na cintura e uma rosa de ouro em cada pé, da cor do rosário que trazia com ela. Somente na terceira vez, a Senhora me falou e perguntou-me se eu queria voltar ali durante quinze dias. Durante quinze dias lá voltei e a Senhora apareceu-me todos os dias, com exceção de uma segunda e uma sexta-feira. Repetiu-me, vária vezes, que dissesse aos sacerdotes para construir, ali, uma capela. Ela mandava que fosse à fonte para lavar-me e que rezasse pela conversão dos pecadores. Muitas e muitas vezes perguntei-lhe quem era, mas ela apenas sorria com bondade. Finalmente, com braços e olhos erguidos para o céu, disse-me que era a Imaculada Conceição”.

Maria, a intercessora, modelo da Igreja, imaculada, concebida sem pecado, e, em virtude dos méritos de Cristo Jesus, Nossa Senhora, nessa aparição, pediu o essencial para a nossa felicidade: a conversão para os pecadores. Ela pediu que rezássemos pela conversão deles com oração, conversão, penitência.

Isso aconteceu após 4 anos da proclamação do Dogma da Imaculada Conceição. Deus quis e Sua Providência Santíssima também demonstrou, dessa forma, a infalibilidade da Igreja. Que chancela do céu essa aparição da Virgem Maria em Lourdes. E os sinais, os milagres que aconteceram e continuam a acontecer naquele local.

Lá, onde as multidões afluem, o clero e vários Papas lá estiveram. Agora, temos a graça de ter o Papa Bento XVI para nos alertar sobre este chamado.

Nossa Senhora de Lourdes, rogai por nós!

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Acampamento de Cura e Libertação 2012 - Canção Nova



Alguns dos participantes da Pastoral da Saúde da Candelária, coordenada pelo Padre Antônio, que foram para o Acampamento de Cura e Libertação realizada na Canção Nova em Cachoeira Paulista no período de 15/11/2012 a 18/12/2012, para fins de reflexão, ter um momento de espiritualidade e pedir para Deus que ilumine os caminhos de todos para que a Pastoral da Saúde possa seguir a sua caminhada com a finalidade de ajudar e assistir os enfermos e os mais necessitados. Agradecemos a todos os Palestrantes, Padres, Músicos, Cantores e também a todos aqueles que coordenaram e ajudaram na realização do Acampamento de Cura e Libertação. Muito obrigado e parabéns pelo excelente evento.

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

O que é Pastoral da Saúde ?

A Pastoral da Saúde é organismo da ação social da CNBB como sociedade cívico-religiosa, sem fins lucrativos, constituída oficialmente em 09 de Maio de 1986 por Estatuto e Regimento Interno próprios e desenvolve seu trabalho em três áreas de atuação: Solidária, Comunitária e Político-Institucional.

Portanto, a Pastoral da Saúde é a ação evangelizadora de todo o povo de Deus comprometido em promover, educar, preservar, cuidar, defender, recuperar e celebrar a vida, tornando presente no mundo da saúde a ação libertadora de Cristo.

DIMENSÃO SOLIDÁRIA – Os agentes assumem a tarefa de levar esperança, solidariedade e saúde espiritual a todos os enfermos. Esta vivência e presença samaritana junto aos doentes e sofredores são desenvolvidas pelos agentes em hospitais e domicílios visando atender a pessoa integralmente nas dimensões física, psíquica, social e espiritual.

DIMENSÃO COMUNITÁRIA – Visa a promoção, educação e a conscientização para a saúde no âmbito da saúde pública e do saneamento básico, atuando na prevenção das doenças. Procura valorizar o conhecimento, sabedoria e religiosidade popular em relação à saúde.

DIMENSÃO POLÍTICO-INSTITUCIONAL – São aqueles que conscientes dos deveres e obrigações como cidadãos, desenvolvem uma notável capacidade de fiscalizar e opinar nos mais variados projetos políticos, ligados diretos e indiretamente à saúde. Os agentes da Pastoral da Saúde participam ativa e criticamente nas Conferências de Saúde e em Conselhos Locais, Municipais, Estaduais e Nacional de Saúde. Desta maneira estão lutando sempre pelo direito à saúde e para condições mais humanas de vida levantando as falhas e, ao mesmo tempo, oferecendo sugestões e apoiando ideias inteligentes e criativas nas conferências e reuniões dos Conselhos.

QUEM PODE PARTICIPAR – Qualquer pessoa da comunidade que se coloca a disposição de seus semelhantes, contribuindo para descobrir formas simples e adequadas para que todos tenham saúde. A Pastoral da Saúde deve ser feita sempre em nome da Igreja Cristã da Comunidade. Portanto, quem quiser participar é só procurar a secretaria paroquial ou alguém que atua nesta Pastoral. 

Participem, procure se informar sobre a Pastoral da Saúde da Candelária, que esta vinculada à Paróquia Nossa Senhora da Candelária, para construção de um mundo mais humano, justo e fraterno.

Fonte - Guia do Agente da Pastoral da Saúde no Brasil - Pastoral da Saúde Nacional
Fonte - Como Organizar a Pastoral da Saúde – Pe Anísio Baldessin

O que é Pastoral ?

A palavra Pastoral deriva de Pastor, ou seja, aquele que cuida, guia e orienta seu rebanho.

Qualquer Pastoral representa uma ação organizada e realizada pela Igreja em união com o Pai, o Filho e o Espírito Santo, realizada por voluntários, pessoas que agem com gratuidade em nome da Fé, dando continuidade à missão de Jesus.

Na área da saúde Pastoral significa uma ação comunitária em favor da vida e da dignidade humana.

A Organização Mundial da Saúde - OMS apresentou em 1946, uma definição de saúde, que não incluía a dimensão da espiritualidade. Somente em 2003, a OMS incorporou a espiritualidade na reflexão e na definição da Saúde. (Doc. Texto Base CF2012, CNBB).

Segundo especialistas do setor da saúde, um bom hospital é aquele que oferece um serviço digno para os pacientes e também tem um o Capelão ou algum trabalho junto com a Pastoral da Saúde para levar e transmitir a espiritualidade para estes pacientes.

Saúde também é qualidade e estilo saudável de vida e esta interessa a todos, independente de crença, sexo, raça e classe social.


A VIII Conferência Nacional da Saúde (1986), realizada em Brasília, divulgou o seguinte conceito de saúde: "saúde é a resultante das condições de alimentação; habitação; educação; renda; meio ambiente; trabalho; emprego; lazer; liberdade; acesso e posse de terra e acessos aos serviços de saúde."

No Guia da Pastoral da Saúde do CELAM para AL e Caribe, 2010, a saúde representa afirmação da vida, em suas múltiplas incidências, e um direito fundamental que os Estados devem garantir: "saúde é um processo harmonioso de bem estar físico, psíquico, social e espiritual, e não apenas a ausência de doença; processo que capacita o ser humano a cumprir a missão que Deus lhe destinou, de acordo com a etapa e condição de vida em que se encontre".

Fonte - Guia do Agente da Pastoral da Saúde no Brasil (1ª Edição) - Pastoral da Saúde Nacional

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Oração a Nossa Senhora de Lourdes

Ó Virgem puríssima, Nossa Senhora de Lourdes,
que vos dignastes aparecer a Bernadete,
no lugar solitário de uma gruta,
para nos lembrar que é no sossego
e recolhimento que Deus nos fala e nós falamos com Ele,
ajudai-nos a encontrar o sossego e a paz da alma
que nos ajudem a conservar-nos sempre unidos em Deus.
Nossa Senhora da gruta de Lourdes,
dai-me a graça que vos peço e tanto preciso (pedir a graça). 
Nossa Senhora de Lourdes, rogai por nós.
Amém.

domingo, 13 de janeiro de 2013

Oração do Agente de Pastoral da Saúde

Acalma meu passo, apressado, ó Senhor,
torna-me um instrumento mais
eficaz da tua misericórdia.

Abençoa a minha mente para que
eu não seja indiferente ou insensível, mas
esteja atento às necessidades do irmão que sofre.

Abençoa meus olhos para que estejam
abertos para reconhecer o teu rosto no
rosto de cada doente, leva-me a descobrir
a luz e os tesouros interiores de cada um.

Abençoa meus ouvidos para que acolham as
vozes dos que pedem para serem escutados e
respondam as mensagens dos que não sabem expressar-se.

Abençoa minhas mãos para que não permaneçam
fechadas e indiferentes, mas transmitam calor e
proximidade a quem precisa de uma presença amiga.

Abençoa os meus lábios para que não
pronunciem frases feitas de palavras vazias,
mas transmitam compreensão e carinho de um coração que ama.

Abençoa meus pés, ó Senhor, para que possam
deixar rastros de minha passagem por este mundo.

Dá-me o dom de promover o diálogo silencioso
do doente contigo.

Amém

Pe. Arnaldo Pangrazzi (MI)


Oração do Enfermos

 
Senhor, coloco-me diante de ti em atitude de oração. Sei que me ouves, tu me conheces. Sei que estou em ti e que tua força está em mim. Olha para meu corpo marcado pela enfermidade. Sabes, Senhor, o quanto me custa sofrer. Sei que não te alegras com o sofrimento de teus filhos.

Dá-me, Senhor, força e coragem para vencer os momentos de desespero e de cansaço.   Torna-me paciente e compreensivo. Ofereço minhas preocupações, angústias e sofrimentos, para ser mais digno de ti.
 
Aceita, Senhor, que eu una meus sofrimentos aos de teu Filho Jesus, que, por amor aos homens, deu sua vida na Cruz. Peço, ainda, Senhor: ajuda os médicos e enfermeiros a terem para com os pacientes a mesma dedicação e amor que São Camilo tinha.

Amém.

Oração de São Camilo de Léllis

Padroeiro dos doentes, dos hospitais e dos profissionais da saúde (1550-1614)
 
Glorioso São Camilo, volvei um olhar de misericórdia sobre os que sofrem e sobre os que os assistem. Concedei aos doentes aceitação cristã, confiança na bondade e no poder de Deus. Dai aos que cuidam dos doentes dedicação generosa e cheia de amor. Ajudai-me a entender o mistério do sofrimento, como meio de redenção e caminho para Deus. Vossa proteção conforte os doentes e familiares, e os encoraje na vivência do amor. Abençoai os que se dedicam aos enfermos, e que o bom Deus conceda paz e esperança a todos. Amém.
São Camilo, rogai por nós!

Oração a Nossa Senhora da Candelária

Ó doce Virgem Maria, verdadeira guardiã da luz do mundo, que iluminais nosso destino com a graça da vossa onipotência suplicante, que sois a candeia de amor cujo fogo brota do Coração Divino de Jesus.
Ó Nossa Senhora da Candelária, que trazeis em vossas mãos a vela símbolo da redenção, atendei à nossa súplica concedendo-nos o favor da vossa maternal ajuda, pela fortaleza da nossa fé e o bálsamo da confiança, a fim de que possamos um dia gozar convosco as alegrias do céu.
Assim seja.
Nossa Senhora da Candelária, iluminai-nos!

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Constituição da Pastoral da Saúde da Paróquia N.Sra.da Candelária-Vila Maria


Pastoral da Saúde da comunidade da Paróquia Nossa Senhora da Candelária situada na Vila Maria, São Paulo Capital. No XXXII Congresso Brasileiro de Humanização e Congresso da Pastoral da Saúde realizada no dia 07 e 08 de Setembro de 2012, no Centro Universitário São Camilo, os voluntários da Paróquia Nossa Senhora da Candelária juntamente com o Padre Antônio resolveram iniciar os trabalhos da Pastoral da Saúde. A Pastoral da Saúde coordenada pelo Padre Antônio já efetuou várias reuniões, visitas aos doentes e também colabora na organização da MISSA DA SAÚDE que é realizada, normalmente, no 1º Sábado de cada mês na Paróquia Nossa Senhora da Candelária.